BASE CARTOGRÁFICA DE SERGIPE



ACERVO CARTOGRÁFICO DE SERGIPE

Composto por fotoíndices, fotografias aéreas e ortofotocartas das décadas de 1970 e 1980 em meio analógico, o Acervo Cartográfico de Sergipe está passando por um processo de digitalização para garantir sua preservação e disponibilização à sociedade. Acesse os produtos já digitalizados

BASE CARTOGRÁFICA DIGITAL DE SERGIPE

Mapeamento cartográfico que abrange cerca de 18.000 Km2 de áreas rurais, mapeadas na escala de 1:10.000 e 292 Km2 em áreas urbanizadas, sedes municipais e algumas localidades na escala de 1:2.000. Utiliza o referencial geodésico SIRGAS 2000.

BASE CARTOGRÁFICA DOS MUNICÍPIOS LITORÂNEOS DE SERGIPE

Mapeamento topográfico digital de 13 municípios litorâneos que compõem o polo Costa dos Coqueirais (recursos Programa de Desenvolvimento do Turismo no Nordeste – PRODETUR). Apresenta fotografias aéreas coloridas na escala de 1:25.000 em áreas rurais e 1:8.000 nas sedes municipais e respectivas ortofotocartas digitais coloridas nas escalas de 1:10.000 e 1:2.000. Dados geoespaciais produzidos no sistema de referência UTM, datum horizontal SIRGAS 2000.

CARTAS IMAGEM

As Cartas Imagem apresentam informações geográficas das sedes municipais sergipanas e possuem um importante papel no mapeamento, identificação e entendimento dos processos que atuam sobre o espaço geográfico. As Cartas Imagem foram elaboradas com dados de mapeamentos aerofotogramétricos de Sergipe, a Base Cartográfica de Sergipe, e apresentam logradouros (ruas, estradas) e edificações (prédios públicos e de importância para as comunidades locais, etc.), praças, estádios, quadras poliesportivas, parques, dentre outros equipamentos públicos. Estão disponíveis Cartas Imagem de 62 sedes municipais mapeadas em 2010 e 13 de sedes municipais mapeadas em 2004.

REDE GEODÉSICA DE SERGIPE

No processo de mapeamento, uma das etapas fundamentais é a realização do apoio básico de campo, que consiste na determinação de vértices geodésicos que servirão de referência para o ajustamento dos dados brutos mapeados, visando garantir a fidelidade, precisão e acuracidade das representações cartográficas. A Rede Geodésica Estadual é composta de um conjunto de vértices determinados pelo IBGE, componentes do Sistema Geodésico Brasileiro, e pela Seplag em missões de mapeamento topográfico, os vértices geodésicos subsidiam a realização de novas mensurações e levantamentos topográficos em campo, dentre eles o georreferenciamento de imóveis rurais e urbanos.