12 de dezembro de 2022

Aracaju registra leve inflação em novembro


Fonte: Observatório de Sergipe |Superplan |Governo de Sergipe.

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), em Aracaju, foi de 0,12% no mês de novembro. No mês anterior, o índice foi de 0,58%. No acumulado do ano, a inflação pontuou 5,33%. Já nos últimos 12 meses, acumulou 6,30%. Em novembro do ano passado, a variação foi de 0,92%. Os dados foram divulgados pelo IBGE e analisados pelo Observatório de Sergipe.

No país, o IPCA foi de 0,41%, enquanto a taxa registrada em outubro foi de 0,59%. O acumulado no ano fechou em 5,13%; e em 12 meses, 5,90%.

Regiões Metropolitanas e Capitais

No mês de novembro, das Regiões Metropolitanas e capitais pesquisadas, todas registraram inflação. Brasília (1,03%), Goiânia (0,95%), Belo Horizonte (0,54%) e Porto Alegre (0,42%) pontuaram as maiores altas. Aracaju ficou com o 4º menor índice.

Automóvel novo e plano de saúde pressionam a inflação

Dos noves grupos pesquisados, cinco registraram inflação em novembro. Com o aumento no preço das roupas feminina (2,17%), infantil (1,36%) e masculina (1,13%), o grupo vestuário registrou a maior alta (1,33%). A segunda maior variação positiva ficou com transportes (0,49%), decorrente do encarecimento dos itens emplacamento e licença de veículo (2,23%), ônibus interestadual (1,96%), automóvel novo (1,66%), óleo diesel (1,26%) e gasolina (1,13%). A terceira, com saúde e cuidados pessoais (0,36%), justificada, sobretudo, pela elevação no preço dos medicamentos (1,28%) e plano de saúde (1,21%). A quarta, ficou com habitação (0,33%), proveniente da alta no preço do sabão líquido (2,38%), gás de botijão (1,01%) e revestimento de piso e parede (0,95%). Já a quinta, com despesas pessoais, resultante do encarecimento dos serviços de manicure (2,39%) e sobrancelha (1,79%), além dos itens brinquedo (1,75%) e pacote turístico (1,56%).

Os grupos transportes e vestuário, com os impactos de 0,09 ponto percentual (p.p.) e de 0,08 p.p., respectivamente, foram os que mais contribuíram para o resultado do IPCA. Com relação aos itens que mais puxaram a inflação, os destaques foram automóvel novo (0,06 p.p.), plano de saúde (0,05 p.p.), cebola (0,05 p.p.) e emplacamento e licença de veículo (0,03 p.p.).

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que tem por objetivo a correção do poder de compra dos salários, em Aracaju, registrou deflação de 0,04% em novembro. No mês anterior, o indicador apresentou inflação (0,58%).
No país, o índice ficou em 0,38%, enquanto em outubro havia registrado 0,47%.

Publicação completa – Radar da inflação – novembro 2022

Pular para o conteúdo