27 de maio de 2021

Pnad Contínua: desemprego em Sergipe sobe para 20,9% no trimestre encerrado em março


Em meio à crise da pandemia no Brasil, a taxa de desocupação em Sergipe atingiu 20,9% no 1º trimestre de 2021, contemplando os meses de janeiro, fevereiro e março, com um acréscimo de 2,9 pontos percentuais (p.p.) frente ao trimestre anterior (18,0%). Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) divulgados hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisados pelo Observatório de Sergipe. O resultado ficou acima dos registrados pelo Brasil (14,7%) e Nordeste (18,6%). Na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a taxa era 15,5%, houve um aumento de 5,4 p.p.

📍As cinco maiores taxas de desemprego no 1º trimestre de 2021 foram observadas nos estados de Pernambuco (21,3%), Bahia (21,3%), Sergipe (20,9%), Alagoas (20,0%) e Rio de Janeiro (19,4%). Já as menores taxas foram registradas por Santa Catarina (6,2%), Rio Grande do Sul (9,2%), Paraná (9,3%), Mato Grosso (9,9%) e Mato Grosso do Sul (10,3%).

Atividades com perdas e ganhos

Dos dez grupos de atividades econômicas pesquisados, seis registraram queda no número de ocupados em relação ao trimestre anterior:

⬇️ ‘Informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias’ (-12 mil);
⬇️ ‘Administração pública, defesa, seguridade social, educação, saúde humana e serviços sociais’ (-11 mil);
⬇️ ‘Indústria geral’ (-9 mil);
⬇️ ‘Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura’ (-7 mil);
⬇️ ‘Transporte, armazenagem e correio’ (-3 mil);
⬇️ ‘Alojamento e alimentação’ (-1 mil)

As que registraram ganhos foram:

⬆️ ‘Serviços domésticos’ (+18 mil);
⬆️ ‘Construção’ (+12)
⬆️ ‘Outros serviços’ (+8 mil)

Não houve variação no ‘Comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas’.

Empregos 🏷️💻⚙️📁

A população ocupada caiu de 859 mil para 855 mil frente ao trimestre anterior, correspondendo a uma queda de 0,5%. Em relação ao 1º trimestre do ano passado, quando registrou 906 mil ocupados, a queda foi de 5,6%.

Publicação: Boletim PNAD Contínua – 1º Trimestre 2021

Pular para o conteúdo