10 de fevereiro de 2022

Saúde do Escolar: 7% dos estudantes sergipanos já experimentaram alguma droga ilícita


7% dos estudantes sergipanos já haviam usado alguma droga ilícita em algum momento da vida, o valor é um dos menores do Brasil (24ª) e do Nordeste (7º). Os dados fazem parte do segundo bloco de publicações que o Observatório de Sergipe/ Superplan faz com base na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que traça um retrato detalhado de diversas dimensões que permeiam a vida dos nossos adolescentes (escolares de 13 a 17 anos), como relação familiar, escola, sexualidade, violência, uso de drogas, dentre outros temas.

O segundo bloco de trabalho divulgado pelo Observatório de Sergipe abarca o uso de drogas pelos adolescentes e será dividido em três publicações nesta semana. As duas primeiras versaram sobre cigarros e álcool e a terceira, publicada hoje, sobre drogas ilícitas.

Outros destaques sobre a publicação (anexa) “Drogas Ilícitas” da PeNSE, são:

 Quanto ao uso precoce, cerca de 3% dos estudantes usaram drogas ilícitas pela primeira vez com 13 anos ou menos;

 Cerca de 3% dos entrevistados revelaram ter feito uso recente de drogas – nos 30 dias que antecederam a pesquisa-, mesmo valor dos jovens que declaram ter consumido maconha no mesmo período;

 0,4% dos adolescentes fizeram uso recente de crack;

 Em relação ao uso de drogas pelos amigos, 12% dos escolares afirmaram possuir amigos que usaram drogas ilícitas na sua presença, valor maior entre os meninos (15%) do que as meninas (9%).

Publicação completa : Tema 7 – Drogas Ilícitas

Pular para o conteúdo