8 de fevereiro de 2022

Saúde do Escolar: Sergipe é o estado com menor uso de cigarro entre adolescentes


Os jovens de Sergipe têm uma das menores taxas de uso de cigarro e outros derivados de tabaco do país, característica que aparentemente já começa ser intergeracional visto que os pais sergipanos são os que menos fumam no país. Os dados fazem parte do segundo bloco de publicações que o Observatório de Sergipe/ Superplan faz com base na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que traça um retrato detalhado de diversas dimensões que permeiam a vida dos nossos adolescentes (escolares de 13 a 17 anos), como relação familiar, escola, sexualidade, violência, uso de drogas, dentre outros temas.

O segundo bloco de trabalho divulgado pelo Observatório de Sergipe abarca o uso de drogas pelos adolescentes e será dividido em três publicações nesta semana. A primeira, de hoje, sobre cigarros, a segunda sobre álcool e a terceira sobre drogas ilícitas.

Outros destaques sobre a publicação (anexa) “Uso de cigarros” da PeNSE, são:

🚬 Cerca de 14% dos escolares haviam experimentado cigarro. Para 7%, a experimentação ocorreu antes dos 14 anos;

🚬 3% fumaram dentro dos últimos 30 dias anteriores à pesquisa, menor taxa do país;

🏪 🚬 Apesar da venda proibida a menores de 18 anos, o modo mais frequente de se obter cigarro (33%) foi comprar em uma loja, bar, botequim, padaria ou banca de jornal;

🚬 16% já haviam experimentado o narguilé e 13% o cigarro eletrônico;

👨‍👩‍👧‍👧 🚬 16% dos estudantes sergipanos possuem pais ou responsáveis fumantes;

👩🏽 🚬👩🏾 23% dos alunos da rede pública de Aracaju estiveram em presença de amigos fumantes nos últimos 30 dias.

Publicação Completa: Tema 5 – Cigarro

Pular para o conteúdo