12 de janeiro de 2023

Setor de serviços em Sergipe apresenta recuo de 0,6% em novembro


Fonte: Observatório de Sergipe |Superplan | Casa Civil | Governo de Sergipe.

Em novembro, o setor de serviços em Sergipe registrou queda de 0,6% frente a outubro, na série com ajuste sazonal. Em relação ao mesmo período de 2021, houve crescimento de 2,5%. No acumulado do ano, com base em igual período do ano anterior e nos últimos doze meses, o acréscimo foi de 7,6%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e analisados pelo Observatório de Sergipe.

📍 Receita Nominal
Em novembro, a receita nominal cresceu 0,5% em relação a outubro. Na comparação com o mesmo período do ano passado, houve acréscimo de 10,0%. O acumulado no ano apontou crescimento de 17,6% e, nos últimos 12 meses, de 17,3%.

🇧🇷 Cenário Nacional

O volume de serviços no mês de novembro recuou em 19 das 27 unidades da federação frente ao mês anterior. O volume de serviços no Brasil permaneceu estável 0,0%, na série com ajuste sazonal. Rio (2,2%) se destacou com a maior variação positiva. Em contrapartida, as maiores variações negativas foram encontradas no Mato Grosso (-7,9%), Amazonas (-6,7%) e Alagoas (-5,9%).

Na comparação com novembro de 2021, o avanço do volume de serviços no Brasil (6,3%) foi acompanhado por 24 das 27 unidades da federação. As maiores variações positivas foram observadas no Amapá (16,7%), Mato Grosso (16,0%) e Tocantins (13,7%). Em sentido oposto, Distrito Federal (-9,7%), Mato Grosso do Sul (-6,2%) e Rio Grande do Norte (-1,6%) apresentaram queda.

No acumulado do ano, frente a igual período do ano anterior, o avanço do volume de serviços no Brasil (8,5%) se deu em 26 das 27 unidades da federação. Amapá (19,4%) se destacou com a maior variação positiva, seguida de Alagoas (17,7%). Por outro lado, Distrito Federal (-2,3%) foi o único a apresentar variação negativa no acumulado do ano.

No acumulado dos últimos 12 meses, o volume de serviços no Brasil cresceu 8,7%. Amapá (17,9%) se destacou com a maior variação positiva, seguida de Alagoas (17,5%) e Tocantins (14,6%). Distrito Federal (-0,3%) apresentou a menor variação no acumulado dos últimos 12 meses. Sergipe teve a 13ª maior variação.

Publicação completa- Serviços – Novembro 2022

Pular para o conteúdo