9 de julho de 2019

Usina Termoelétrica eleva importações


A balança comercial apresentou um saldo negativo de US$ 245,90 milhões em junho. Esse é o segundo mês consecutivo que são registradas compras recordes de produtos para a Usina Termoelétrica do estado. Em comparação ao mês anterior, as exportações diminuíram 12,9%, enquanto as importações registraram um decréscimo de 6,5%.
O grupo de produtos ‘preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas’ foi o mais exportado, com 40,6%. Já o grupo mais importado foi ‘Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes’, responsável por 65,1% dos importados.

Principais produtos exportados e importados:

O grupo de produtos ‘preparações de produtos hortícolas, de frutas ou de outras partes de plantas’ foi o mais exportado, com 40,6%.

Já o grupo composto por ‘Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes’ foi responsável por 65,1% do total dos importados.

Principal país de destino e de origem:

Colômbia foi o principal comprador dos produtos sergipanos, com ‘Alumínio e suas obras’, respondendo por 25,8% do total exportado. As vendas foram lideradas pela Suíça, com ‘Reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes’, que respondeu por 96,6% do total das importações.

Imagem: pixabay.com

Publicação completa aqui: Radar do Comércio Exterior – Junho/2019

Pular para o conteúdo